Oliveira de Azeméis - Município


Oliveira de Azeméis - Município

Oliveira de Azeméis, município e terra natal da co-piloto Silvia Tavares, é uma cidade portuguesa pertencente ao Distrito de Aveiro, situada na Grande Área Metropolitana do Porto, região Norte e NUT III de Entre Douro e Vouga. É sede de um município que conta com 19 freguesias, distribuídas por 12 unidades territoriais.

Com 163,41 km² de área, o município é ocupado por cerca de 70 000 habitantes.

É limitado a nordeste pelo município de Arouca, a este por Vale de Cambra e Sever do Vouga, a sul por Albergaria-a-Velha, a oeste por Estarreja e Ovar e a noroeste por São João da Madeira e Santa Maria da Feira.

Oliveira de Azeméis é uma importante localidade desde tempos imemoriais, sendo um local com presença humana comprovada, desde pelo menos 2000 a.C., nos castros de Ul e de Ossela. Mais tarde, transformou-se num ponto de paragem das vias romanas de Conímbriga-Porto e Lisboa-Braga, da qual subsiste o marco miliário da milha XII.

Foi graças a esta posição privilegiada que se desenvolveu, atingindo o estatuto de vila e sede do concelho a 5 de Janeiro de 1799, por D. Maria I, e que culminou com a elevação a cidade a 16 de Maio de 1984.

Indústria

Outro factor que torna Oliveira de Azeméis num município de relevância é o seu tecido empresarial, com projecção nacional e internacional.
Em Oliveira de Azeméis produz-se sobretudo calçado, metalurgia e metalomecânica (com especial destaque para os moldes para a indústria de plástico), plástico (com destaque para os componentes para a indústria automóvel), produtos agro-alimentares (com destaque para os lacticínios), vidro, descasque e embalagem de arroz, colchões, confecções, cobres e loiças metálicas.
Em Oliveira de Azeméis, o tecido empresarial conta com um parque hoteleiro devidamente equipado e preferencialmente vocacionado para o turismo de negócios e com bons espaços destinados a seminários, feiras e outros eventos.

Comércio

O comércio está concentrado no perímetro urbano da cidade envolvendo praticamente todos os ramos de actividade. A localização dos estabelecimentos e o tipo de actividade a que se dedicam fazem parte do ‘Guia do Comércio e Serviços’ publicado pela Câmara Municipal.

Cultura

A actividade cultural do município é intensa. Há no concelho cerca de duas centenas de associações. As propostas culturais que mais se evidenciam são o Ciclo da Primavera e o Mercado à Moda Antiga que atraem ao centro da cidade milhares de pessoas.
A Feira do Livro, o Festival da Juventude, teatro, exposições e espectáculos completam o leque de propostas ao longo do ano.

Desporto

Em termos desportivos o município evidencia-se com a equipa de futebol Oliveirense na liga de honra (segunda divisão), com a equipa de basquetebol na terceira liga (terceira divisão) e a equipa de hóquei na primeira divisão, sendo o terceiro grande clube em conjunto com o Porto e Benfica.
O mundial de hóquei em 2003 passou por Oliveira de Azeméis e desde então, é exibido num dos jardins junto da zona desportiva e escolar da cidade, o maior stick de hóquei do mundo.
Turismo

Embora sendo um município fortemente industrializado, o turismo é actualmente uma aposta forte aproveitando, por um lado, o seu variado e importante património arquitectónico, edificado, cultural, natural, e por outro, valorizando o turismo de negócios e de desporto, duas áreas com grande projecção a nível nacional e internacional.
Entre outros motivos de interesse e com visita obrigatória, o parque de La Salette e a capela com o mesmo nome merecem a atenção dos visitantes. Excelente local de lazer, o parque proporciona excelentes miradouros para a paisagem circundante.
O folclore faz parte das tradições culturais do concelho. As festas de Nossa Senhora de La Salette, que se realizam em Agosto, são as mais populares.
A capela, com o mesmo nome, foi construída entre o final do século XIX e o início do século XX. Monumento gótico, foi o primeiro templo construído em Portugal destinado ao culto de Nossa Senhora de La Salette.

Gastronomia

A oferta gastronómica está intimamente ligada às actividades produtivas e à riqueza dos solos. Oliveira de Azeméis pode, portanto, estar grata pelo que a natureza lhe oferece.
A actividade dos moleiros levou a que fosse possível obter farinhas e arroz de grande qualidade que permitem a criação de produtos como o pão de Ul, regueifas e o arroz de febras de Cesar.
São também muito procurados os pratos de cabrito assado, o arroz de ossos da suã, os rojões, a vitela assada, o anho à moda de Fajões, as rabanadas de Cesar, as papas de S. Miguel, entre vários outros que podem ser degustados nos restaurantes do concelho. Há ainda vários pratos de peixe onde adquire especial realce a bacalhoada.
Interessante é também que parte da freguesia de Ossela está inserida na região demarcada dos vinhos verdes.
O artesanato de Oliveira de Azeméis é muito variado e, em alguns casos, único no país. Trabalhos em cobre, peças em vidro, arte sacra, arte em madeira, cestaria e as típicas sacas de tiras de Cucujães, confeccionados a partir de tiras de feltro entrelaçadas, são alguns exemplos.

Site institucional: https://www.cm-oaz.pt/

Notícias de Oliveira de Azeméis: https://www.cm-oaz.pt/noticias.6/turismo.23.html

Cultura em Oliveira de Azeméis: https://www.cm-oaz.pt/cultura.353/casa_museu_ferreira_de_castro.1499/casa_-_museu_ferreira_de_castro.a4142.html

Visite Oliveira de Azeméis: https://www.cm-oaz.pt/turismo.356/o_que_fazer.510.html