Associação Cultural Lírios do Norte


Associação Cultural Lírios do Norte

Animação, cultura, tradições madeirenses.

O grupo “Lírios do Norte” surgiu no dia 5 de Outubro de 1990, constituído por 23 elementos. 

Passado algum tempo foi dado um suporte legal ao grupo, formando a Associação Cultural Lírios do Norte. 

Escolhemos Lírios do Norte por se uma flor bonita simples que enfeita as nossas estradas e são raras noutras zonas. 

Norte porque geograficamente não esquecemos as nossas raízes nortenhas. 

Esta associação tem a sua direcção nos tramites legais, sendo Adelino Basílio o presidente e o mesmo director artístico do grupo que conta com 32 elementos na grande maioria jovens. 

Os objectivos que nos nortearam e pelas quais ainda hoje pautamos as nossas actividades são: preservar as tradições, ocupar sadiamente os tempos livres, promover um espaço de formação. As canções e bailados são fruto de uma recolha junto das pessoas idosas e relembram as festas, as romarias e os trabalhos agrícolas.

O traje dos elementos masculinos é constituído por: Traje de pastor é constituído por barrete de lã, lenço vermelho ao pescoço, camisa de linho da terra, bota de cano com sola de pneu, cevadeira, corda com chocalho para chamar o rebanho, e bordão de conto. Traje domingueiro que é Chapéu de aba, calças e colete preto, com costa de cetim, camisa de linho e botins, sendo o restante traje o que usavam na agricultura, barrete de orelhas de lã preta ou castanha, lenço vermelho ao pescoço, camisa de linho degato com dianteira e puxete, colete e calças de cotim, o colete com as costas de cetim e as cores tem tónico de azul-cinza, bota de cano com sola de pneu.

Os elementos femininos traje domingueiro: véu na cabeça, blusa branca com pregas, xaile de seda sobre os ombros, saia de pregas, meia clara (grossa) sapatos pretos de atacadores. A saia azul-escuro de sarja, blusa branca ou enrramada, avental de chita estampada e lenço vermelho florido, era a roupa que se usava no quotidiano. A bota ligeiramente chã e igual aos elementos masculinos. Esta indumentária representa os anos 50/60, época em que a lã começa a escassear. Traje de viúva: Lenço preto de escumilha amarrado ao queixo , xaile de merina preta sobre os ombros, blusa preta com renda em zig zag, saia preta de sarja, meia preta grossa e sapato preto de atacadores com sola de pneu.

Quanto a actividades destacamos a nossa participação em festas de carácter oficial e religioso e assinalamos datas importantes. 

Actuamos na Quinta do Furão participando assim nas vindimas com grande animação, Parque Temático da Madeira onde recentemente actuamos para o Sr. Primeiro Ministro das Caraíbas aquando da sua visita á Madeira, no Encontro de agentes de viagens que o Operador de Turismo Inter mares realiza anualmente neste mesmo espaço, marcamos ainda presença na Expo Porto Santo 2000 a convite da Câmara Municipal de Santana. 

Relativamente a Intercâmbios fomos à França, Alemanha, Açores (uma vez) a Portugal Continental (três vezes) para participar nos festivais de Carapinheira de Miranda do Corvo e Abragão, e em 2009 a Canárias onde procedemos a várias actuações em vários hotéis.


facebook: https://www.facebook.com/LiriosdoNorte/